Dois Tabus do Cinema, Parte II: Religião

“Aquilo que os homens de fato querem não é o conhecimento, mas a certeza”.
                                                                                                                               Bertrand Russel 

Infelizmente, para humanidade – mas felizmente para os storytellers – o ser humano não tem certeza de muita coisa na vida, nem mesmo de suas incertezas. A ciência só consegue dominar o conhecimento, para poder conseqüentemente criar uma certeza, quando desenvolve uma técnica para medi-lo que possa ser reproduzida. Quando não existia microscópio, todos riam daqueles que acreditavam em bactérias, isto é, em “pequenos animais invisíveis”. Nas salas de cirurgia, nenhum “cético” lavava as mãos. No outro extremo da crença cega, temos os fanáticos religiosos. Judeus, Cristãos e Árabes são todos descendentes do patriarca judeu Abraão, segundo o “livrinho”. Mas os três tradicionalmente se odeiam.

E a filosofia? A filosofia caiu no buraco da linguagem. Tudo o que temos são recortes de realidade, pontos-de-vista. Em tempos de física quântica, em que tudo é multifatorial e imensurável, descobrimos que nosso olhar define o que é real, mais ou menos como o que acontece no filme Solaris ou no curta-metragem “Dr. Quântico Visita a Planolândia, extra do DVD de “Quem Somos Nós?”:

Então, não há diferença entre ficção científica e realidade? Para alguns filósofos não. Para os mais céticos (e éticos), ainda temos a esperança de uma realidade compartilhada consensual pela via da razão e do razoável. Mas qual “narrativa” justificará um mundo de extremos, com ateus sem imaginação de um lado e fanáticos religiosos de outro? Star Wars? Por isso, o tema é um dos dois tabus do cinema. A religião entra na subcategoria do “sagrado e misterioso” da definição da palavra tabu, dada no post anterior.

*Leia a parte I deste artigo

Segue agente e concorra a sorteios e promoções.

    


Esse post foi publicado em Storytelling, Tabus do Cinema e marcado , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s