A Diferença do Filme Trash pro Filme Ruim

Trash é um gênero de cinema, como é o filme de terror, o faroeste, a comédia ou o drama – com vários subgêneros, como o exploitation e o gore. Não se confunde com o filme B, que é um filme de baixo orçamento. Existem filmes trash de orçamentos milionários e com grandes estrelas, como o caso dos recentes “Planeta Terror”, “À Prova de Morte” e “Machete” – com a participação de astros como Bruce Willis e Quentin Tarantino. Em geral, trata-se de um filme “mal feito”, propositalmente ou não, com o objetivo de criar uma atmosfera irônica, divertida – ou ainda para criar uma atmosfera amadora, sinistra, realista, sangrenta, sexual, pretensiosamente séria, crua ou exagerada que filmes “bem feitos” não têm. Há inclusive filmes de arte-trash, com orçamentos elevados e intenções políticas. Entre os clássicos obrigatórios do trash estão “A Morte do Demônio” (1981), de Sam Raimi, e “Fome Animal” (1992), de Peter Jackson. “Ed Wood” (1994) é a obra-prima de Tim Burton que conta a biografia do “pior diretor de todos os tempos”.

Já o filme ruim é o filme que você nunca vai ver porque é ruim… por vezes tão ruim que você nem sabe que ele existe. É aquela bomba chata que nem pra trash serve. Em geral, são verdadeiros fracassos de bilheteria que nem em filme cult se transformam.

Os filmes ruins, inclusive, têm uma premiação própria, uma espécie de Oscar às avessas chamado “Framboesa de Ouro”. Suas indicações saem um dia antes das da Academia – e a “premiação” também é um dia antes da festa. Entre os maiores vencedores estão o filme “A Reconquista” (2000), com John Travolta, que levou nove prêmios, incluindo o de pior drama dos primeiros 25 anos do Framboesa de Ouro e Pior filme da Década de 2000 ano passado.

Diversos diretores talentosos nunca mais se recuperam depois de “cometerem” um filme ruim – como foi o caso de Kevin Costner e Brian dePalma. Os diretores da trilogia Matrix, os irmãos Wachowski, nunca mais dirigiram um filme depois do fracasso de Speed Racer (2008), que custou 200 milhões de dólares e só faturou 100 no mundo todo. Robert Zemeckis, diretor da trilogia “De Volta Para o Futuro” e de “Forrest Gump”, também tem errado a mão.

Seu último filme ruim foi “Marte Precisa de Mães” (2011), o maior fracasso da história da Disney, um desenho feio com roteiro terrível, confira o trailer:

Quer fazer um curso completo de produção audiovisual?

Entre em contato conosco: 51-3343.6866 ou curso@inmovimento.com.br.

Segue a gente  e participe de nossas promoções e sorteios!!!

    

Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s