Os 10 Maiores Mestres do Horror no Cinema – Parte 02

9. David Cronenberg

David Cronenberg. É um autêntico auteur de uma espécie de “cinema sci-fi de horror absurdo”. É um David Lynch do terror. Seu filme mais memorável é “A Mosca”, de 1986, o melhor filme de Jeff Goldblum. Um cientista prepara o teste de seu teletransportador… mas uma mosca entra junto da máquina. O teste é um sucesso, mas os genes das duas espécies se misturaram pelo caminho…

Em “Videodrome”, a história é ainda mais bizarra. James Woods é o dono de uma pequena emissora de televisão a cabo que capta imagens de uma sessão de tortura, em que apareciam pessoas torturadas e mortas. Ele descobre que esta transmissão chamava-se Videodrome, que na verdade é muito mais que um mórbido programa de televisão e sim uma experiência que usa as transmissões regulares de televisão para alterar permanentemente as percepções de quem as vê, causando danos no cérebro e alucinações.

Em “Scanners, Sua Mente Pode Destruir”, os scanners são membros de um exército de ovnis com extraordinários poderes telecinéticos e mentais que preparam a derrubada do governo estadunidense e, a partir daí, a dominação mundial. O governo, para os combater, começa a contratar os seus próprios scanners, através de lavagens cerebrais e “conversões” forçadas…

8. Clive Barker

Clive Barker. Um gênio. Diretor, roteirista, escritor, pintor… faz cinema, teatro, gibis, literatura, artes plásticas e videogame… Seu filme mais profundo é Hellraiser, “aquele do cara cheio de prego na cabeça”.

Mas o filme é muito mais do que isso. Conta a história de um homem, Frank Cotton, que compra uma antiga relíquia em forma de cubo, conhecida como a “Configuração do Lamento”. Segundo a lenda, este cubo é capaz de abrir uma passagem para um reino de prazer sexual inimaginável. Em troca do prazer, o cubo exige a alma do usuário. Assim que Frank resolve o quebra-cabeça e abre o cubo, ele entra em uma outra dimensão povoada pelos Cenobitas, criaturas deformadas, que sentem prazer na dor. “Estou no Inferno! Ajude-Me!”, escreve com o próprio sangue.

Continua…

Perdeu a parte 01? Lê aqui.

Segue a gente!

    

Esse post foi publicado em Filmes de horror e marcado , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s